Os benefícios da Ethernet-APL

Ethernet Advanced Physical Layer (APL) é um tipo de Ethernet de par único (SPE), que usa a especificação técnica IEC 60079 de Ethernet intrinsecamente segura de dois fios (2-WISE) para torná-lo seguro para aplicações em ambientes perigosos. SPE é Ethernet de dois fios com comprimento máximo de 1.000 metros, recursos de comunicação full-duplex e largura de banda de até 10 Mbit/segundo. Essas qualidades o tornam ideal para extrair conjuntos de dados complexos de instrumentos inteligentes em ambientes expansivos da indústria de processos, como aqueles vistos no gerenciamento de óleo e gás ou águas residuais.

APL (e SPE) estão causando agitação, especialmente nas indústrias de processo, com a promessa de trazer a Ethernet para o nível de campo, permitindo a conectividade de cima para baixo sem a necessidade de gateways de rede ou conversão de protocolo.

 

Aplicativos de dispositivos inteligentes

De acordo com Sven Seintsch, consultor do provedor de serviços industriais Bilfinger Engenharia e Manutenção, a vantagem mais fundamental que o APL oferece é a capacidade de extrair mais dados de dispositivos inteligentes e instrumentação. Devido à sua alta largura de banda, o APL pode extrair mais facilmente informações de manutenção e outros dados desses dispositivos de campo em tempo real sem obstruir a rede.

“O APL é cerca de 300 vezes mais rápido do que as tecnologias de comunicação que usamos em nossas fábricas hoje; e com essa alta largura de banda, muitos novos casos de uso são habilitados . Obter informações desses dispositivos só é possível com as ofertas de alta velocidade e largura de banda da APL.

 

Complexidade de integração reduzida

O APL também pode reduzir a complexidade durante a integração e o comissionamento de dispositivos. Quando os dispositivos são conectados a uma rede APL, um repositório de dados, como pacotes de integração de dispositivo de campo (FDI), instruções de operação e certificados de segurança podem ser armazenados nos próprios dispositivos e transmitidos pela rede APL local, em vez de serem baixados da Internet ou adquiridos externamente. Como resultado, os operadores da planta podem comissionar e instalar novos equipamentos sem uma conexão de internet pré-existente. Isso também ajuda na identificação de dispositivos individuais na rede, reduzindo o tempo de comissionamento para projetos que podem envolver a integração de centenas de dispositivos.

Para serem compatíveis com APL, os dispositivos devem ser fabricados com o transceptor físico apropriado (PHY), embora o cabeamento Fieldbus Tipo A pré-existente possa permanecer em uso. Isso significa que as instalações com cabeamento enterrado ou de difícil acesso podem fazer a transição mais facilmente, atualizando dispositivos e conectores sem a necessidade de substituir toda a infraestrutura de cabeamento. Os primeiros dispositivos compatíveis com APL entraram em produção este ano.

COMPARTILHE CONHECIMENTO

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *