NOTÍCIAS

NOVAS FUNCÕES FLUKE II910: OTIMIZA A MANUTENÇÃO DE SISTEMAS TRANSPORTADORES E REDUZ IMPACTOS AMBIENTAIS

A Fluke, companhia líder mundial em ferramentas de teste e medição, acaba de agregar novas funcionalidades ao imageador acústico Fluke ii910. Com o MecQ™, os usuários poderão otimizar os processos de manutenção de sistemas transportadores, enquanto com o estimador de emissão de CO2, mapear e reduzir impactos ambientais e financeiros.

O Fluke ii910 com modo MecQ™ detecta possíveis problemas mecânicos em sistemas transportadores, por meio de imagens acústicas que permitem que as equipes de manutenção tomem medidas proativas que maximizem o desempenho do sistema, evitando paradas inesperadas.
 

Funcionalidades do Fluke ii910

A nova funcionalidade MecQ™ proporciona a mesma experiência dos modos LeakQ™ (que através de estimativas empíricas, quantifica o tamanho do vazamento e indica o custo do desperdício) e PDQ™ (função para descargas parciais, que indica o tipo de descarga e traça o gráfico PRPD em tempo real), mas foi especificamente desenvolvida e otimizada para a identificação de deterioração mecânica. “Ao analisar uma série de recursos ou componentes mecânicos idênticos, o Fluke ii910 com MecQ™ permite que o usuário mapeie potenciais anomalias de deterioração. Esta nova aplicação permite aos clientes identificar, de forma eficiente, minuciosa e sem contato, potenciais áreas de interesse para acompanhamento e inspeção posterior”, afirma o Gerente Regional de Produtos LATAM da Fluke, Carlos Rubim.

Além disso, ao contrário das ferramentas acústicas tradicionais, geralmente limitadas a uma única frequência, como 30 kHz, o Fluke ii910 com MecQ™ proporciona bandas de frequência predefinidas e personalizáveis, conforme destaca Rubim. “Os submodos permitem a filtragem e a análise de tendências de dados de nível de dB (decibél) em qualquer banda de frequência. Isso significa que é possível analisar melhor as tendências de ambos os níveis de dB e, ainda assim, obter uma imagem que indica o local da anomalia”, explica.

Segundo o Gerente regional de Produtos LATAM da Fluke do Brasil, a tecnologia de imagem acústica do ii910 captura e analisa o som produzido por componentes mecânicos, permitindo a análise prematura de anomalias em sistemas de transporte. “Para tanto, são utilizados vários microfones minúsculos, muito sensíveis, capazes de detectar ondas sonoras em alta frequência. A partir disso, é possível fazer uma detecção visual de forma rápida e simples, garantindo maior eficiência de manutenção em sistemas transportadores de diferentes indústrias, como de alimentos e bebidas, armazenamento logístico, fabricação automotiva, mineração e manuseio de matérias-primas”, explica Carlos Rubim.
 

Inovação e robustez

A atualização do equipamento conta ainda com três novas funcionalidades referentes ao modo PDQ™, sendo elas: classificação do tipo de descarga parcial; visualização da descarga parcial por resolução de fase (PRPD) em tempo real no display principal e, ainda, criação de uma imagem do gráfico de PRPD.

“A classificação no dispositivo era uma funcionalidade utilizada apenas na ferramenta de criação de relatórios online. Agora, é possível ter acesso à funcionalidade de classificação (incluindo probabilidade percentual) do tipo de descarga parcial, que é automaticamente gravado como um tipo de descarga no menu de etiquetas”, comenta Rubim.

O equipamento ainda permite registrar as descobertas de vazamento, tirando screenshots de pontos importantes e adicionando anotações e tags às fotos. “Assim, é possível planejar quaisquer ações de manutenção preventiva ou reativa. Desta forma, o Fluke ii910 evita o tempo de inatividade não planejado, chegando a uma economia potencial de custos na ordem de centenas de milhares de reais por hora, dependendo do setor”, afirma Rubim.
 

Garantindo a eficiência energética

O Gerente Regional de Produtos LATAM da Fluke ressalta também que os relatórios provenientes de vazamentos de ar comprimido possuem um estimador de emissão de CO2 que quantifica o impacto de cada vazamento, considerando os desperdícios energéticos atrelados aos vazamentos.

De acordo com Rubim, essa é uma funcionalidade que apoia o desenvolvimento sustentável das operações na indústria. “Além de estimar perdas, esse recurso ajuda o usuário a priorizar quais vazamentos merecem atenção primeiro, o que reduz drasticamente o uso de energia, garantindo a preservação deste tão importante recurso para as gerações atuais e futuras”, afirma.

Além do MecQ™ e do estimador de emissão de CO2, as novas atualizações para o Gerador de Imagens Fluke ii910 ainda contemplam a possibilidade de leitura e gravação automática de códigos de identificação de ativos, inclusão de etiquetas de estado e severidade da inspeção e o cálculo, diretamente na tela do equipamento, dos desperdícios energéticos e custos financeiros dos vazamentos – além de melhorias regionais nas traduções da intuitiva interface de usuário.

Os novos clientes do Fluke ii910 terão acesso a essa funcionalidade assim que adquirirem o equipamento, enquanto aos clientes habituais, basta atualizar o firmware (software interno do equipamento), totalmente sem custos. “A adição do modo MecQ™ ao ii910 reforça o comprometimento da Fluke no aprimoramento contínuo dos seus equipamentos, entregando maior valor agregado e novas funcionalidades aos seus usuários”, finaliza Rubim.